Alguns cuidados com tabelas fragmentadas por expressão

Versão para impressãoEnviar para amigoVersão PDF


Trabalhar com tabelas/indices fragmentados pode ajudar muito em situações como:

  • Tabelas/indices grandes com mais de 32 GBytes ou 16 milhões de registros
  • Performance de I/O para acesso a dados de Históricos
  • Performance de I/O paralelo (set pdqpriority) em diferentes discos (fisicos).
  • Expurgar dados antigos do banco sem necessidade de realizar longas paradas ou sobrecarga de processo do banco.
  • Melhorar a eficiencia da utilização do buffer com paginas que contém registros mais recentes ou que por algum critério são mais utilizados pela aplicação.

Porém alguns cuidados são necessário na administração e criação destas tabela.

  • Para começar sempre tenha certeza de que o critério especificado está funcionando conforme o esperado.
    Se for a primeira vez que estiver particionando a tabela, antes, crie ela com um nome diferente, faça inclusões manuais e monitore os dbspaces para ter certeza de os registros estão indo para seus devidos lugares. Depois teste se os selects estão excluindo as partições desnecessárias.
  • Na expressão de fragmentação, muito cuidado se for utilizado os operadores IS NULL , IS NOT NULL ou !=
    Estes operadores enganam pois não excluem a partição da busca em SQLs. Não gerando assim a exclusão daqueles dados de uma busca.
    Como alternativa pessoalmente eu escrevo um pouco mais e refaço a lógica sem utilizar estes operadores.
  • Ficar atento ao limite de registros e tamanho de uma partição. Se estiver trabalhando com grandes tabelas poderá ocorrer o risco de atingir este limite a qualquer hora. Para verificar a situação de uma tabela pode-se utilizar o comando oncheck -pt [dbspace:tabela]
  • Tomar os devidos cuidados com aplicações que utilizam o recurso de paralelismo (set pdqpriority) em tabelas fragmentadas, pois a utilização indevida deste recurso pode ser traiçoeiro e acabar sobrecarregando alguns pontos como controladora de disco, buffers do banco, I/O de disco e acabar atrapalhando mais do que ajudar.

0
Ainda não votado
Sua avaliação: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Você pode usar tags BBCode no texto.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Este teste é para bloquear programas automatizados e previnir spams
CAPTCHA de Imagem
Digite o texto exibido na imagem.